Diferencial

A Incubadora Tecnológica da Fundação Liberato acolhe empresas de base tecnológica ou projetos de pesquisa que resultem em produtos de tecnologia limpa. Os empreendimentos concorrem a incubação residente ou não residente e os projetos de empreendimentos concorrem a pré-incubação residente ou não residente.

 

O processo de ingresso dos interessados na ITEL se dá através de edital, na modalidade de concorrência, e resulta num processo de seleção executado por uma comissão de seleção.

 

Poderão candidatar-se a incubação, residente ou não residente, empreendimentos caracterizados por empresas que atendam os requisitos, as atividades e áreas de atividades previstas no edital. Período de incubação é de 2 (dois) anos, e manifestada a concordância de ambas as partes, prorrogável por no máximo 6 (seis) meses, em que o empreendimento poderá participar e usufruir dos incentivos, dos benefícios, do suporte administrativo e do suporte técnico, além dos eventos promovidos e ou apoiados pela ITEL.

 

Poderão candidatar-se a pré-incubação, residente ou não residente, projetos de empreendimentos que atendam os requisitos e áreas de atividades previstas no edital. Período de pré-incubação é 1 (um) ano, e manifestada a concordância de ambas as partes, prorrogável por, no máximo, 3 (três) meses, em que o projeto de empreendimento poderá participar e usufruir dos incentivos, dos benefícios, do suporte administrativo e do suporte técnico, além dos eventos promovidos e ou apoiados pela ITEL.

 

A operacionalização da prestação de serviços da incubadora, como telecomunicação, limpeza, segurança, uso de laboratórios e consultorias, obedecerá a fluxos previstos no Regimento Interno da incubadora e nos regulamentos de incubação e pré-incubação. Tais documentos, somados ao modelo de convênio com as empresas residentes e o termo de utilização do módulo estão anexados a este plano de negócios.

 

Por fim, a ITEL é instituída pela Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, que é administrada pelo Conselho Técnico Deliberativo – CTD e Diretor Executivo a quem cabe nomear os diretores de Ensino, Administração, Recursos Humanos, de Pesquisa e Produção Industrial – DPPI. A Incubadora está vinculada ao DPPI e além da Gerência Executiva, dispõe de setor de apoio.

ÁREA DE ATUAÇÃO

Química:

petroquímica, plásticos, borracha, alimentos, combustíveis e lubrificantes;

 

Energia:

elétrica, térmica, eólica, motores térmicos e elétricos;

 

Mecânica:

hidráulica, pneumática, metrologia, metalurgia, tratamento térmico,
tubulações e equipamentos correlatos;

 

Eletrônica:

 telecomunicações, automação;

 

Segurança do Trabalho:

saúde ocupacional, ergonomia;

 

Automotiva e serviços correlatos:

implementos agrícolas, equipamentos de jardinagem, aeromodelismo;

 

Informática:

hardware, software, redes lógicas, webpages;

 

Educação:

material didático, material pedagógico, editoração;

 

Conforto térmico:

ventilação, exaustão, calefação e refrigeração;

 

Ambiental:

atividades correlatas;

 

Recursos e relações humanas:

atividades correlatas;

 

Logística:

suprimentos, layouts e processos organizativos de caráter comercial,
industrial e de serviços.

 

Design:

design gráfico, artístico, computacional, de produto ou de programação visual e afins.

 

Atividades preferenciais:

Projetos, produção, comercialização, assessoria e consultoria, manutenção e treinamento.

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

A estrutura administrativa da Fundação Liberato, mantenedora da Incubadora Tecnológica, está assim constituída: Conselho Técnico Deliberativo, onde têm assento, representantes da FIERGS, do Governo do Estado, Ministério da Educação, Senai, entre outros; Conselho de Curadores, Diretoria Executiva, Diretoria Administrativa, Diretoria de Ensino, Diretoria de Recursos Humanos e Diretoria de Pesquisa e Produção Industrial – DPPI.

 

A Incubadora Tecnológica pertence a área de ação da DPPI que tem a atribuição de formular e executar as políticas de pesquisa, prestação de serviços e relações empresariais e comunitárias da Fundação Liberato, institucionalizando programas e estimulando a produção científica e tecnológica voltadas às necessidades do desenvolvimento econômico e do processo de ensino-aprendizagem.

 

A Incubadora Tecnológica possui um Conselho de Administração, como consta no Regimento Interno em anexo, um gerente com 30 horas semanais, um auxiliar administrativo (40 h/semanais) e um estagiário de nível técnico (20 h/semanais).

A Incubadora também conta com assessorias especializadas internas com a seguinte carga horária: assessoria tecnológica (2 horas semanais por empresa residente), contábil e financeira (2 horas/mês), jurídica (2 horas/mês), de gestão (4 horas/mês) e de marketing (2 horas/mês).

Rua Inconfidentes, 395, Bairro Primavera, Novo Hamburgo

Rio Grande do Sul - CEP 93340-140 - Brasil